Empreendedor e as finanças

Em empresas em fase inicial – e até mesmo em algumas em fase posterior- não há uma área em que a maioria dos empresários e proprietários de pequenas empresas carecem de fundamentos básicos como a financeira.

É mais do que simplesmente gerenciar o fluxo de caixa. Significa entender o que os números significam e como gerencia-los melhor.

Iniciar e operar uma empresa de pequeno porte é um grande desafio, mas em nenhum lugar esse desafio é maior do que um empreendedor saber como gerenciar seus recursos financeiros.

E isso é especialmente verdadeiro, se o empreendedor não for uma pessoa com treinamento financeiro.

Na melhor das hipóteses, você não vai poder pagar um perito em finanças em um primeiro momento.

Mais tarde, quando você tiver que encontrar alguém para executar essa função, você ainda vai precisar entender, em todos os momentos, onde você está, financeiramente.

A capacidade de sua empresa sobreviver, crescer, e se necessário, levantar capital, vai depender disso. Então, aqui estão as 5 coisas mais importantes que você precisa saber mais sobre como gerir melhor suas finanças.

Você sabe como controlar as finanças de sua empresa?

Você sabe como controlar as finanças de sua empresa?

#1. Aprenda a entender a contabilidade básica

Isso não significa que você tem que se tornar um perito em contabilidade, mas você deve, pelo menos, aprender a compreender como funciona uma declaração de renda básica, e o que significa o seu balanço.

Se você tem alguma familiaridade ou você é um novato absoluto, você pode buscar informações em livros e/ou blogs.

Para começar, seria muito útil começar a acompanhar o blog da ZeroPaper, e o blog da Contabilizei, que possuem dicas simples e práticas sobre finanças e contabilidade.

#2. Siga o evangelho do fluxo de caixa e comece a gerar receitas

Basicamente, a parte mais importante do fluxo de caixa é a geração de receita.. Se você não estiver gerando, você não tem nada para gerenciar.

Assim, o maior foco, no início, está em impulsionar a receita, e depois entender que, quanto mais receita, melhor. Sempre que possível, receba adiantado.

Isso pode ajudar você a custear suas compras, ou pagar salários. Para isso, ofereça descontos para pagamento antecipado. Faça a mesma coisa com seus pagamentos.

#3. Quanto mais simples os instrumentos, mais fácil conduzir o negócio

Determinar quais são as métricas-chave de seu negócio, ou seja, aqueles números que você pode olhar e saber, se está tudo bem com as finanças.

Isso é mais do que receita ou despesa. Sempre tenha 3 ou 4 métricas e indicadores para o seu negócio.

Se você fabrica produtos, o custo dos produtos vendidos pode ser crítico; se for um negócio de distribuição, os custos de transporte são críticos, por exemplo.

Além disso, é importante você acompanhar também a previsão de caixa, e a previsão de vendas para os próximos 30 dias. Você conhece esses números? Ou eles são desconhecidos para você?

Você precisa encontrar os indicadores que demonstram a saúde financeira de seus negócios.

Você precisa encontrar os indicadores que demonstram a saúde financeira de seus negócios.

#4. O custos afetam outros custos ou receitas?

Antes de assumir um custo, conheça o seu impacto sobre eles. Por exemplo, se você quer cortar despesas, deve entender que cortar a verba de marketing, que ajuda a gerar leads, em 50 mil, vai tornar suas vendas menos eficientes.

Antes de tomar uma decisão de investimento (ou corte), pense como o resto da sua empresa pode ser afetada.

#5. Antes de pegar dinheiro emprestado, mostre que você pode cuidar do seu dinheiro

Antes de buscar capital, você precisa mostrar que conseguiu fazer a sua empresa crescer, economizar dinheiro, e alcançar metas.

Empreendedores não se dão crédito suficiente nessa área. Eles deve ficar orgulhosos de que sobreviveram sem a ajuda de terceiros. E por sua vez, devem mostrar como vão continuar a gerir o capital de seus investidores.

Que tal tomar as rédeas das finanças para sua empresa?

O futuro das pequenas empresas depende de quão bem você pode implantar, gerenciar e alavancar seus preciosos recursos financeiros.

Esperamos que essas 5 dicas possam orientá-lo para melhores resultados, e um maior controle sobre sua empresa. Só assim o sucesso estará ao seu lado durante sua jornada empreendedora.

Deixe uma resposta