Dicas para os empreendedores manterem as finanças em dia

Poucas coisas na vida são tão emocionantes como iniciar um negócio, especialmente se você é um jovem empreendedor com um conceito de negócio emocionante e o mundo aos seus pés.

Muitos fatores precisam ser levados em conta para que um negócio tenha sucesso, mas uma das áreas mais desafiadores, particularmente para os jovens empreendedores é a gestão financeira.

Quer se trate de conseguir capital, separar as finanças pessoais das finanças corporativas, ou gerenciar o fluxo de caixa, há uma série de armadilhas que se colocam no caminho do empreendedor.

Aqui estão algumas dicas para evitar os erros financeiros mais comuns que os jovens empreendedores cometem.

#1. Crie uma reserva de dinheiro

A decisão crítica antes de embarcar em qualquer empreendimento é ter dinheiro em alguma reserva.

Os custos de entrar no negócio nem sempre são altos, mas há uma boa chance de que você não tenha lucro imediato, e você sempre vai precisar de dinheiro para manter a sua vida e a sua empresa.

Aqui estão algumas boas ideias para você conseguir ter uma reserva financeira em 6 meses:

  • Junte todas as suas despesas mensais, para que você saiba quais são as suas verdadeiras despesas pessoais.
  • Ainda está trabalhando? Separe 5% de salário líquido para construir suas economias.
  • Isso parece muito? Comece com 100 reais por semana. Isso dá, mais de 5 mil reais ao ano.
  • Como empreendedor, você precisa saber que pode ser surpreendido a qualquer momento. Guarde dinheiro pensando nisso.
  • Comece agora. A coisa mais importante é criar um hábito e poupar toda a semana.

#2. Pague suas dívidas

Esse é um assunto delicado para jovens empreendedores, especialmente se você está pagando empréstimos estudantis e/ou dívidas de cartões de crédito.

Suas chances de obter um empréstimo para alavancar o seu negócio estão seriamente diminuídas pela dívida, mesmo se você tiver renda para pagar por ele.

Se você puder, concentre seus esforços em reembolsar todas as suas dívidas pessoais antes de entrar em seu negócio.

Mesmo que você não precise de financiamento agora, você pode precisar de injeção de capital em algum momento, e suas dívidas podem ser um obstáculo a novos empréstimos e financiamentos.

#3. Não invista demais em seu negócio

Se você está confiando em suas reservas de dinheiro, cartões de crédito ou poupança para iniciar um negócio, tente evitar algumas das armadilhas de superinvestimento que os empreendedores costumam cair.

Isso pode ser refletido em um escritório badalado, sistemas de computador, ou até mesmo um estoque sobrecarregado.

Mantenha o foco, em vez disso, em construir uma boa experiência em seu produto para o seu cliente.

Começar um negócio em casa, ou online, são formas rentáveis para evitar algumas dessas armadilhas.

Cuidado. Investir demais em seu negócio também pode ser um erro.

Cuidado. Investir demais em seu negócio também pode ser um erro.

#4. Converse com um especialista

É muito fácil fazer as coisas erradas quando você é novo no negócio de empreender, mas receber a ajuda especializada de um consultor pode ajudar você a ter certeza que realmente está fazendo tudo certo.

Uma consultoria especializada não precisa custar caro. Na verdade, muitos consultores podem ajudar você gratuitamente nesse primeiro momento.

Isso, muitas vezes, é tudo que você precisa para começar, contanto que você faça as perguntas certas.

#5. Não se esqueça de ter um salário

Nos primeiros dias, pode ser muito tentador derramar todos os seus lucros de volta para o seu negócio, sem pensar em suas próprias necessidades financeiras.

Mas, por ser sensível e se pagar um salario no começo, com base no que você precisa para manter suas próprias finanças, é uma forma de manter suas finanças separadas de seu negócio.

___

Este artigo foi adaptado do original, “6 Tips for Avoiding the Common Financial Pitfalls of Being a Young Entrepreneur”, do SBA.

Deixe uma resposta